Publicado em 06/03/2018

Exporã 2018: Senar/MS leva informações sobre o cultivo do pimentão com a Vitrine Hortifrúti

O Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural idealizou durante a Exporã 2018 – Exposição Agropecuária de Ponta Porã a Vitrine Hortifrúti. A iniciativa proporciona o intercâmbio de experiências entre produtores rurais e empresas especializadas no ramo da horticultura.

O foco desse ano foi a cultura do pimentão. O evento mobilizou 90 agricultores locais de Ponta Porã, e de outros municípios como Aquidauana, Jardim, Bela Vista e Campo Grande.

O projeto foi idealizado pelo Sindicato Rural de Ponta Porã, em parceria com o Senar/MS, por meio do programa de assistência técnica e gerencial – ATeG Hortifrúti Legal. “Os produtores ficaram satisfeitos, pois viram de perto que a atividade é mais uma possibilidade de diversificação de renda, assim como foi no ano passado o cultivo de tomate ‘grape’ comprovando que é viável investir em diferentes culturas a fim de atender a demanda regional”, explica o coordenador do programa, Dorly Pavei.

Para a apresentação aos visitantes, a vitrine foi dividida em quatro estações: viabilidade econômica do pimentão em cultivo protegido, tratos culturais e condução do pimentão, fertirrigação, e exposição de produtos para cultivares de hortaliças.

“Sobre o mercado do pimentão hoje no estado, apenas 9% do que é vendido pela Ceasa MS – Centrais de Abastecimento de Mato Grosso do Sul é produzido aqui. Sendo que 63% do que é importado vem de São Paulo. Além disso, o mercado do Paraguai é um aporte de entrada bem interessante, principalmente o pimentão colorido que tem maior valor agregado”, explica o técnico de campo do Senar/MS, Victor Almeida.

A Vitrine Hortifrúti conta com o apoio do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, em parceria com o Sebrae e com a Agraer.


Fonte: Assessoria de Comunicação Sistema Famasul – Rodrigo Corrêa