Skip directly to content

Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte do Senar/MS é referência e exemplo para construção de estrutura em Mato Grosso

30/08/2019 - 11:00

Presidente do Sistema Famato visitou prédio localizado na Embrapa, em Campo Grande

O superintendente do Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural –, Lucas Galvan, recebeu o presidente do Sistema Famato - Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso –, Normando Corral, em uma visita ao Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte, nesta quinta-feira (29). O motivo da visita foi conhecer as estruturas de um Centro de Excelência, que deve ser instalado em Mato Grosso, voltado à Integração Lavoura Pecuária Floresta.

“O Senar tem uma estratégia a nível nacional de estruturação de Centros de Excelência de acordo com a vocação ou especialidade de cada região do país. Existe um na Bahia, especializado em Fruticultura. Em seguida veio Mato Grosso do Sul, com o segundo centro. Há projetos encaminhando em Minas Gerais e no Mato Grosso. Então a ideia é que tenhamos espalhados pelo Brasil vários centros de referências, cada um na sua cadeia produtiva, formando técnicos para atender esse mercado altamente competitivo e crescente da atividade agropecuária do país”, explicou o superintendente do Senar/MS.

Com uma estrutura e projeto padronizados, a intenção da visita é replicar as ações positivas que ocorrem em Mato Grosso do Sul. “Nós estamos querendo fazer um Centro de Excelência no estado do Mato Grosso. Então vou visitar os Centros que já existem. Esse é o primeiro. Tive o convite do presidente Mauricio Saito, a quem agradeço desde já. Nós estamos querendo fazer o Centro de Excelência do Mato Grosso em Integração Lavoura Pecuária Floresta, que não é uma cadeia produtiva, mas é o que acontece muito lá na região. Vim aqui para ver tudo que está dando certo para fazermos igual lá, e se tiver algo dando errado, para evitar lá também”, comentou Corral.

Ainda conforme o presidente da Famato, as obras do Centro de Excelência no estado vizinho devem se iniciar nos próximos meses. “Nós temos a expectativa de fazer a licitação da obra em setembro, então acho que nesse ano ainda conseguiremos iniciar a obra ou no máximo no ano que vem. Nós só vamos conseguir ir além do que viemos até hoje adquirindo cada vez mais o conhecimento. Nós já produzimos ambientalmente correto e vamos continuar sendo assim. Vamos utilizar os recursos que nós temos de uma forma racional, e através do conhecimento é a única forma que temos para fazer isso, produzindo mais em menos”, completou.

Além das estruturas físicas do Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte, foram apresentados aos visitantes os resultados de um ano de funcionamento. “Mato Grosso do Sul é uma referência nacional em produção de bovinocultura de corte. Temos uma vocação, um rebanho altamente qualificado e nós acessamos vários mercados nacionais e internacionais. A formação de profissionais para atuarem nessa cadeia produtiva, melhorando assim a eficiência, a produtividade e a produção na atividade é muito importante. Hoje o Centro de Excelência está dentro da fazenda da Embrapa Gado de Corte, onde a gente tem a possibilidade de fazer aulas práticas, ter acesso aos experimentos. É uma parceria muito importante, onde colocamos nossos alunos em contato com a realidade do campo e com o que há de mais moderno que a pesquisa está estudando em termos de tecnologia”, concluiu Galvan.

Participaram também do encontro o diretor do Centro de Excelência, Francisco Paredes, o coordenador da Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS, Nivaldo Passos; o assessor de Relações Sindicais do Senar/MT, Benedito Almeida, além dos colaboradores do Centro.

Assessoria de Comunicação Sistema Famasul – Leandro Abreu