Skip directly to content

Com mais de mil toneladas de mel produzidas ao ano, MS tem potencial produtivo para investimento no setor

04/03/2019 - 07:45

Mato Grosso do Sul tem uma vegetação nativa abundante e um flora rica que permite uma produção apícola eficiente. Dados divulgados pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas revelam que o setor produziu mais de mil toneladas, acumulando um crescimento de 41% em 6 anos.

O tema é destaque da editoria ‘Mercado Agropecuário’ revela ainda que a apicultura oferece ao produtor rural sul-mato-grossense uma oportunidade de diversificação.

Para o instrutor do Senar/MS, Gustavo Bijus, a tendência hoje é aumentar a produtividade das colmeias, com baixo custo e com um bom gerenciamento”. “O apicultor deve buscar novas técnicas e equipamentos que tornem a atividade mais tecnificada e com ganhos para todos”. Para o especialista, o consumo ainda é pequeno devido aos preços elevados do produto.

Segundo informações do IBGE, Três Lagoas com 160 toneladas de produção de mel é o maior produtor do estado, seguido de Brasilândia, com 120 toneladas e Chapadão do Sul, com 85 toneladas. Mato Grosso do Sul é o 11º maior produtor do País.

Sobre o potencial no estado, Bijus acrescenta ainda: “Temos, aqui, as floradas do Cerrado, do Pantanal,  da Mata Atlântica, de lavouras como o girassol, a canola e o nabo forrageiro. O eucalipto na região leste também é uma grata surpresa na produção de mel no Estado”.

Mercado Agropecuário – O Sistema Famasul divulga todas as segundas-feiras uma matéria sobre o andamento das principais cadeias produtivas de Mato Grosso do Sul. Acompanhe!

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul - Ana Brito.