Skip directly to content

Com o cultivo protegido, aumento da produtividade na horticultura chega a 20%

25/11/2019 - 16:15

Uma das técnicas inovadoras utilizadas para aumentar a segurança e qualidade de hortaliças, o cultivo protegido pode aumentar a produtividade na horticultura em até 20%, conforme informações do Departamento de Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS. O coordenador da ATeG horticultura, Dorly Pavei, explica que a opção é eficiente. “Há uma melhoria na qualidade dos produtos e diminuição das perdas de até 30% em relação ao método convencional”. Este é o assunto do Mercado Agropecuário desta segunda-feira (25).

O coordenador de ATeG em horticultora destaca as vantagens do investimento. “O custo de implantação varia entre R$ 40 e R$ 60 por metro quadrado.  Os produtores do estado, em média, utilizam estufas de 400 metros quadrados. Mas vale muito a pena, pois com o aumento de produtividade, o acréscimo na renda pode ser de até 35%, além de agregar valor ao produto com ganho na qualidade e possibilidade de produção durante todo o ano”, avalia.

Entre os principais benefícios da tecnologia,  conforme Dorly, estão a economia de água e insumos; controle do ambiente, que permite a produção de diversas culturas em diferentes regiões e épocas do ano; proteção contra a chuva, granizo e geadas, controle do vento e da radiação solar; melhor condição de trabalho para os funcionários, além da possibilidade de produzir e comercializar produtos diferenciados.

Mercado Agropecuário – O Sistema Famasul divulga todas as semanas uma matéria sobre o andamento das principais cadeias produtivas de Mato Grosso do Sul. Acompanhe!

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul – Vitor Ilis