Skip directly to content

Em 4 meses, Senar/MS capacita quase 15 mil pessoas em MS

01/05/2019 - 08:00

Nos 4 primeiros meses do ano, o Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural capacitou aproximadamente 15 mil pessoas. Para se ter uma ideia, o total equivale, por exemplo, a população dos municípios de Batayporã, Caracol e Rio Negro, juntos. Este é o tema do Educação no Campo dessa quarta-feira (01).

Na data em que comemoramos o Dia do Trabalhador, o Sistema Famasul mostra ações que elevam a produção do agro, setor responsável pela geração de emprego em Mato Grosso do Sul.

Além disso, a capilaridade do Senar/MS abrange praticamente todo o estado. Foram 70 municípios que receberam os cursos de FPR – Formação Profissional Rural e PS – Promoção Social em 2019.  A Formação Profissional Rural visa aperfeiçoar o desempenho dos produtores, trabalhadores rurais e suas famílias, profissionalizando-os e incentivando-os à busca da qualidade dos seus bens e serviços. Enquanto que a Promoção Social proporciona a melhora do desenvolvimento na execução de atividades.

Para o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan, os números mostram como a educação pode transformar o setor em todo o estado. “Se levarmos a conta ao pé da letra, por hora são mais de 5 vidas sul-mato-grossenses transformadas pela educação. Prova disso, é que neste ano, 260 estudantes ingressaram no curso Técnico em Agronegócio em 8 polos do estado”, afirmou Galvan citando ainda que o estado é sede do Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte, que atualmente capacita 150 alunos no curso Técnico em Agropecuária. 

As iniciativas da instituição não param por aí. Além dos cursos, o Senar/MS promove o conhecimento no meio rural por intermédio da ATeG – Assistência Técnica e Gerencial, que tem atuado em 61 municípios.

Em 2019, mais de 2 mil propriedades rurais foram auxiliadas pelos programas promovidos nas seguintes cadeias produtivas: florestas plantadas, apicultura, olericultura,  bovinocultura de corte,  bovinocultura de leite, piscicultura e ovinocultura.

Os resultados, ao longo do ano, são expressivos. No período analisado foram produzidos cerca de 7,1 milhões de litros de leite, o que corresponde a uma comercialização total de R$ 8 milhões.

Além disso, foram produzidos 1,5 milhão de unidades de folhosas, 509 toneladas de legumes, 166 toneladas de raízes-tubérculos e 109 toneladas de frutas. As 5 culturas mais comercializadas pelos produtores assistidos pela ATeG são: alface, alface hidropônica, couve, mandioca e rúcula. Aproximadamente R$ 3,7 milhões comercializados.

Na piscicultura, os produtores contabilizaram mais de 35 toneladas de peixe, sendo 19,6 toneladas de tilápia, 16 toneladas dos chamados peixes redondos e 200 quilos de outras espécies. A comercialização aproximada chega a R$ 338 mil.

Responsabilidade Social –  A saúde dos trabalhadores rurais também é preocupação do Senar/MS. Nesse período, o projeto Pingo D’água, que leva atendimento odontológico gratuito às comunidades rurais, já realizou 8 eventos, com mais de 3 mil participantes e aproximadamente 15 mil procedimentos realizados.

Da mesma forma, os programas especiais Saúde do Homem e da Saúde da Mulher Rural já atenderam 5 municípios: Pedro Gomes, Novo Horizonte do Sul, Jardim, Japorã e Laguna Carapã. Foram 3.850 procedimentos, dentre eles, exames e testes rápidos. Aproximadamente 950 pessoas receberam atendimento, sendo, mais de 600 homens e 300 mulheres.

O programa Agrinho, que aborda temas transversais, como ética, cidadania, sustentabilidade, entre outros temas, atende no estado mais de 200 mil crianças do ensino fundamental da rede pública de ensino.

Educação no Campo – Todas as quartas-feiras o Senar/MS divulga alguma opção de qualificação em uma cadeia produtiva específica do Agro. Acompanhe!

Para solicitar assistência técnica em sua propriedade, procure o sindicato rural do seu município. Quer se informar mais sobre os cursos? Entre no site do Senar/MS e saiba mais. Você pode conferir a matéria de Mercado Agropecuário aqui.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul – Vitor Ilis