Skip directly to content

Fruticultura é alternativa de renda para produtor sul-mato-grossense

01/07/2019 - 17:45

É cada vez mais comum e atrativa a fruticultura como alternativa de produção nas propriedades rurais de Mato Grosso do Sul. Para falar sobre a tema, o Sistema Famasul dedicará uma semana inteira para divulgar informações relacionadas à fruticultura. Nesta segunda-feira (1), na editoria ‘Mercado Agropecuário’ o destaque é o cultivo do limão.

De acordo com as informações do Departamento de Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS o cultivo de citros, que é perene e de ciclo longo, já pode apresentar retorno financeiro em dois anos. “O investimento inicial oscila entre R$ 7 mil e R$ 9 mil por hectare onde é possível instalar cerca de 400 plantas”, esclarece coordenador da ATeG em fruticultura, Dorly Pavei.

Segundo o especialista a receita média é de R$ 30 mil por hectare ao ano. “Esse valor pode sofrer alteração com o equilíbrio entre a oferta e demanda pela fruta”. Dados da Ceasa mostram, por exemplo, que o preço médio do quilo do limão taiti em 2018, atingiu R$ 1,48 no atacado.

Para o especialista, o fator principal para os cuidados iniciais no plantio do limão é o controle de doenças, seguido do controle de pragas, irrigação, correta adubação e podas.

 Mercado Agropecuário – O Sistema Famasul – Federação da Agricultura Pecuária de MS divulga todas as segundas-feiras uma matéria sobre o andamento das principais cadeias produtivas de Mato Grosso do Sul. Acompanhe!