Skip directly to content

Intercâmbio Técnico: Famasul está no cronograma da caravana de produtores da Bolívia

09/08/2019 - 09:45

Atuação do Senar/MS com a Assistência Técnica e Gerencial motivou a visita dos vizinhos bolivianos.

O Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS foi a primeira parada do grupo de produtores rurais da Bolívia que visitou Mato Grosso do Sul em busca de informações na cadeia produtiva da ovinocultura. A equipe viajou por mais de 15 horas de carro de Santa Cruz de La Sierra até Campo Grande para conhecer de perto a atuação do Senar/MS com a Assistência Técnica e Gerencial nesta área. O encontro aconteceu nessa quinta-feira (08), se estendendo até na sexta-feira (09), em Campo Grande.

Para o diretor-tesoureiro da Famasul, Marcelo Bertoni, compartilhar conhecimento é a uma das prioridades da instituição. “É muito gratificante fazer parte do cronograma de visitas de produtores que estão no país vizinho. Isso significa que estamos no caminho certo e somos referência, representando o setor e oferecendo alternativas para garantir resultados com sustentabilidade”, comenta.

O coordenador da Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS - ATeG, Nilvado Passos, falou da importância de abrir as portas para a troca de experiências. “A visita mostra o reconhecimento do bom trabalho que tem sido feito dentro e fora das propriedades. Todos ganham com o encontro: os produtores que levam informações do que praticamos aqui no estado e a equipe técnica que tem uma nova vivência sobre o setor rural da Bolívia”.

Willian é médico veterinário e produtor de carne e leite em Santa Cruz de La Sierra, a maior cidade do país boliviano. Segundo ele, o primeiro contato já rendeu boas impressões. “Estou muito agradecido pela recepção e venho para intercambiar informações, aprender com a equipe daqui. O que mais me chamou a atenção foi a importância de registrar o custo de produção, para saber o que está ganhando e o que está perdendo”.

"Os produtores voltarão ao seu país conhecendo os custos para produzir ovinos, manejos produtivos e sistema de comercialização, desde alimentação, até aos cuidados com os animais, o sistema operacional do abate além o diferencial da metodologia da ATeG", explica o coordenador do programa de ovinocultura, André Nunes. 

ATeG em Ovinocultura - Em Mato Grosso do Sul são atendidas 41 propriedades rurais que trabalham com a ovinocultura em 16 municípios. Atualmente o rebanho assistido de ovinos são mais de 5000 animais, divididos em 750 hectares. Os interessados devem procurar pelo Sindicato Rural do seu município.

A diretora-técnica da Famasul, Mariana Urt, acompanhou a visita que também teve a participação o técnico Custódio Júnior e de Fernando Alvenga Reis, pesquisador da Embrapa Gado de Corte. Na programação da caravana teve também visita em frigorífico e propriedades rurais atendidas pela Assistência Técnica e Gerencial em ovinocultura, próximas a Campo Grande. 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul - Ellen Albuquerque