Skip directly to content

MS Agro 2018: Com a presença de mais de 300 pessoas, Saito destaca importância da restruturação política do País

22/11/2018 - 08:15

O Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS realizou, nessa quarta-feira (21), o MS Agro 2018. Para um público de mais de 300 pessoas, o presidente da instituição, Mauricio Saito, destacou temas relevantes para a agropecuária brasileira e de Mato Grosso do Sul, como o cenário político para 2019.

“O MS Agro acontece em um momento muito importante do nosso país País, considerando o sentimento de otimismo por parte do setor produtivo. Tivemos novidades esse ano que são fundamentais para que possamos quebrar todos os nossos paradigmas sobre a política atual, tanto em relação à eleição de um presidente, que vem sem nenhum tipo de ligação como o que aconteceu no passado, como a recondução do nosso governador Reinaldo Azambuja, a quem o Sistema Famasul encaminha as congratulações”, afirmou Saito.

Diante disso, o presidente da Federação reforçou os desafios econômicos e políticos para o próximo ano: “Há uma necessidade de restruturação não só no estado de Mato Grosso do Sul, mas no nosso país. Nossa principal indagação é de como solucionar todos esses problemas, partindo do princípio da necessidade de atuação efetiva de cada cidadão, nesse compromisso de reestruturar, fazer e apoiar as reformas necessárias”.

Em seguida, o secretário de Governo e Gestão Estratégica do Governo de MS, Eduardo Riedel, salientou que o evento acontece em um momento apropriado. “Mato Grosso do Sul, de certa forma, se faz protagonista no cenário nacional, devido à importância da indicação de uma deputada, oriunda dessa Casa, como Ministra da Agricultura [Tereza Cristina Côrrea da Costa Dias], e um deputado, também aqui de Mato Grosso do Sul, agora como Ministro da Saúde [Luiz Henrique Mandetta]”.

A primeira palestra foi do professor da Escola de Economia de São Paulo, da Fundação Getúlio Vargas (FGV EESP), pesquisador do Centro de Agronegócios da FGV (GV Agro) e coordenador dos MBAs em Gestão Estratégica no Agronegócio, Felippe Serigatti, que abordou o tema: ‘Cenários para a Economia Brasileira e para o Agronegócio sob a ótica do Novo Governo’.

“Ao contrário do que se diz, o Brasil não é um País rico. Apesar de sermos a oitava riqueza do mundo, temos a quinta maior população mundial, sendo assim, temos uma renda per capita reduzida”, ressaltou em o palestrante.

Em seguida, o cientista político, mestre e doutor pela PUC-SP, professor do Insper e analista político com participação em vários veículos de comunicação, Carlos Melo, proferiu a palestra ‘Tendências na Política Brasileira sob a ótica do Novo Governo’, na qual elencou fatores que geram instabilidade nacional e inspiram desafios para os próximos anos: “politização da justiça, intolerância política, insegurança pública e crise de liderança política”,. De acordo com Mello, o cenário citado ocorre não apenas no Brasil, mas em todo o mundo e cria um cenário político desfavorável.

Talk Show – Altamente interativo, a mesa de debate do MS Agro contou com a participação do presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, e dos palestrantes, tendo como mediador, o jornalista, William Waack.

Entre as inúmeras perguntas feitas pelo público, a última referia-se à comunicação do governo eleito. “Na minha opinião, com o setor produtivo, comunica-se bem”, afirmou Saito. Enquanto que para Serigatti, em termos econômicos, a resposta é foi negativa. O professor Mello finalizou: “Política é moderação!”.

O evento é realizado pelo Sistema Famasul, com apoio da Aprosoja/MS e da Aprosoja Brasil, com o patrocínio do Senar/MS, da Caixa Econômica Federal, do Sistema OCB/MS, da Abiove, da Granos Corretora, do Sebrae/MS e da Monsanto.

A diretoria da Famasul participou do evento, no qual compareceram o vice-presidente, Luis Alberto Moraes Novaes; o diretor-secretário, Frederico Stella; o diretor-tesoureiro, Marcelo Bertoni; a segunda diretora-tesoureira, Thaís Carbonaro Faleiros; a segunda diretora-secretária Edy Elaine Tarrafel; a terceira diretora-secretária, Maria Tereza Zahran; o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan e o diretor administrativo-financeiro, Clodoaldo Martins.

Estiveram presentes, o presidente da Aprosoja/MS, Juliano Schmaedecke; o presidente do MNP, Rafael Gratão, o diretor da Abiove, Bernardo Pires; a presidente da Comissão Famasul Jovem, Roberta Maia; o chefe-geral da Embrapa Gado de Corte, Roney Mamede; e a chefe-adjunta da Embrapa, Lucimara Chiari; os deputados estaduais, Felipe Orro e Enelvo Feline; o secretário da Semagro, Jaime Verruck; o superintendente da Semagro, Rogério Beretta; o vice-presidente da Federação Mundial do Leite, Pier Cristiano Brazzale; o diretor-técnico do Sebrae/MS, Tito Estanqueiro; o diretor regional da FAEB, Moisés Schmidt; o vice-presidente da Acrisul, Ricardo Bacha; o presidente do Crea/MS, Dirson Artur Freitag; o gerente regional da Caixa Econômica Federal, Márcio Nunes Fonseca; o conselheiro do Corecon/MS, Juan Carlos Vidal; o diretor da OCB/MS, Sadi de Pauli. 

Além disso, mais de 45 presidentes de sindicatos rurais prestigiaram o MS Agro: Ronan Nunes da Silva (Amambai); Roseli Maria Ruiz (Antônio João); Moezis José dos Santos (Anastácio); Eduardo Sanchez (Aparecida do Taboado); João Nelson Lyrio (Bandeirantes); Manoel Agripino Cecílio de Lima (Bataguassu); Altamir José Ramos da Fonseca (Batayporã); Leandro Mello Acioly (Bela Vista); Elza Maria Trevelin (Bonito); Adolfo Cavalhieri (Brasilândia); Saturnino Silvério (Camapuã);  Ruy Fachini Filho (Campo Grande); José Calderán Bordin (Caracol); Luciano Aguillar Rodrigues Leite (Corumbá); Hermínio Pitão (Dois Irmãos do Buriti); Cláudio Pradella (Douradina); Lúcio Damália (Dourados); Dário Antônio Gomes  Silva  (Fátima do Sul); Gilmar Siqueira de Miranda (Figueirão); Jesus Cleto Tavares (Guia Lopes da Laguna); Márcio Margatto Nunes (Iguatemi); José Pereira da Silva (Jateí); Ramão Benites (Juti); João Firmino Neto (Laguna Carapã); Iziquiel Rodrigues de Oliveira (Nioaque); Hemerson Israel dos Santos (Nova Andradina); Nilo Alves Ferraz (Paraíba); Edir Pereira Ratier (Paranhos); André Cardinal Quintino (Ponta Porã); Luciano Cargnin Manfio (Rio Brilhante); Launil José Marquesan (Rio Verde de MT); Florindo Cavalli Neto (Santa Rita do Pardo); Vilson Mateus Brusamarello (São Gabriel do Oeste), Maria Neide Casagrande Munaretto (Tacuru), João Borges dos Santos (Terenos), Ivan Carrato (Três Lagoas) e Valter Dalla Valle (Vicentina). 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul.