Skip directly to content

Semana Santa: produtores de peixes passam a comercializar cada vez mais com frescor e qualidade

08/04/2020 - 08:15

 Na piscicultura, além de preparar o tanque, fazer manejo e vender o peixe, é preciso ter cuidado e conhecimentos dessa importante cadeia produtiva em Mato Grosso do Sul. Nessa época de Páscoa, o tema do ‘Educação do Campo” é a qualidade e o portfólio do Senar/MS para alavancar a produção e a comercialização do pescado.

São mais de 200 cursos voltados à piscicultura, oferecidos gratuitamente no estado, entre eles “Gestão Econômica e Comercialização’.

“Os participantes aprendem sobre lucratividade na piscicultura, utilizando técnicas de controle financeiro na atividade, e ficam surpresos com os resultados que podem ser alcançados. Se bem aplicado, o planejamento pode garantir mais eficiência, vigor e resultados”, afirma o instrutor, médico veterinário, Leonardo Zamae Winckler.

O maior desafio da área é a profissionalização, segundo Winckler. “Com técnicas de gestão é possível transformar a comercialização informal em uma venda reconhecida e que atenda à demanda e às regras do mercado consumidor. Muitos alunos já recebem perfeitamente a equipe técnica na propriedade. O curso acaba complementando a transformação na propriedade”, acrescenta.

A Feira do Peixe é uma iniciativa que busca estimular a venda dos peixes de produtores atendidos pelo Senar/MS. Os animais passam por inspeção em frigoríficos parceiros, item obrigatório para fornecer o produto ao consumidor. Em 2019 foram realizadas três feiras e quase uma tonelada e meia de peixe foi comercializada.

Educação no Campo – Interessados em iniciar na atividade ou que buscam melhorar a produtividade, podem procurar pelo sindicato rural do seu município. Os cursos e atendimentos são gratuitos.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul - Ellen Albuquerque