Skip directly to content

Senar/MS desenvolve mapeamento do Ecossistema de Inovação para o agro

08/02/2019 - 17:15

Foto: Tony Oliveira

Mato Grosso do Sul foi escolhido para criar um programa piloto de mapeamento do Ecossistema de Inovação para fomentar startups específicas do agronegócio. O modelo criado ficará disponível para ser replicado no Centro-Oeste.

O Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural é promotor da iniciativa e tem como parceiro o Sebrae.

Nessa semana, a CNA – Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil apresentou o projeto aos cinco estados que repassarão conhecimentos às suas respectivas regiões. Por Mato Grosso do Sul participaram o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan, e o coordenador da Unidade de Inovação e Conhecimento do Senar/MS, Roberto Murillo Mathias Costa Júnior.

“Foram escolhidos cinco estados pilotos, representando cada região do Brasil. A empresa finlandesa Startup Commons dará uma consultoria e junto com a equipe de Inovação e Conhecimento do Senar Central e suas regionais, começarão um trabalho de mapeamento de ecossistema de incubadoras nos estados, para tentar aproximar essas incubadoras a essas empresas que poderiam surgir”, detalhou o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan.

Foram dois dias de workshop de nivelamento para realização do projeto. “O primeiro passo é mapear o que chamamos de maturidade do ecossistema, que são as incubadoras e aceleradoras que tenham estrutura para fornecer aporte jurídico e de infraestrutura para as empresas que serão incubadas. O segundo passo é captar as ideias que existem em relação ao agro no estado para mostrar aos prováveis investidores que podem querer investir nessas empresas quando elas saírem da incubação”, explica Roberto salientando ainda: “Tentar unir os dois elos para que esse mercado de inovação passe de fato a produzir soluções específicas para o setor do agronegócio”.

Após o workshop em Brasília, a primeira ação prática do grupo está prevista para próxima semana. “A equipe da Startup Commons chega dia 14 e fica até 20 de fevereiro. É uma equipe de cinco pessoas que vem de outros estados para participar do trabalho. Agenda intensa em todos os dias, inclusive com viagens ao interior para conhecer a realidade do nosso estado. Estamos prevendo também que o grupo participe da abertura da Dinapec, no dia 20”, comentou Roberto.

Após essas ações o Senar/MS, através da sua Unidade de Inovação e Conhecimento, em parceria com o Sebrae, dará continuidade aos trabalhos. “Ao término dessa visita, será elaborado um plano de ação para realização desse mapeamento, que deve ser concluído até junho desse ano. Em seguida, a empresa Startup Commons apresentará uma proposta de melhoria desses ecossistemas para que eles tenham atratividade para outras empresas. Por fim, isso tudo será replicado nos outros estados do Centro-Oeste para fazermos com que esse ambiente de inovação cresça conectado ao agro”, concluiu.

Assessoria de Comunicação Sistema Famasul - Leandro Abreu