Skip directly to content

Tecnologia sobrevoa rebanho e otimiza tomada de decisão dos produtores rurais em MS

18/09/2019 - 16:45

Capacitações do Senar/MS atendem a demanda do setor rural por agricultura de precisão

Os drones (veículos aéreos não tripulados) ganham espaço nas mais diferentes áreas, seja em filmagens, engenharia civil, fotografia, vigilância, inspeção e uso comercial em geral. Essa tecnologia está crescendo exponencialmente também na agropecuária. O equipamento pode ser usado para tocar a boiada, localizar um animal perdido, monitorar cercas e toda a extensão da propriedade. Na série Educação no Campo desta quarta-feira (18), vamos falar desta ferramenta na bovinocultura de corte.

As aeronaves influenciam, inclusive na tomada de decisão do produtor, principalmente no manejo da propriedade. “Com a captação de imagens e a ajuda de softwares, é possível fazer inúmeras observações entre áreas de pastos que precisam de reforma, analisar quantidade de ervas daninhas, quantificar falhas, contar o número de cabeças e quantificar a biomassa”, explica a instrutora do Curso de Utilização de Drones como Tecnologia de Precisão do Senar/MS, Eloise Saldivar.

De cima para baixo, é possível visualizar a coloração das pastagens e até os custos com insumos podem ser reduzidos devido a precisão agregada ao equipamento. A aplicação localizada de fertilizantes em áreas de difícil acesso para tratores e outras aeronaves de maior porte, também pode ser facilitada com o drone. Sua versatilidade é uma das maiores vantagens, pois pode desenvolver diversas funções na mesma propriedade. 

Os drones conseguem sobrevoar incêndios ou mesmo descobrir focos de fogo, e com isso, controlá-los, ou até identificar agentes causadores. Ele também é utilizado para localização de nascentes, abertura de estradas e na telemetria. 

Capacitação – Um dos cursos de Formação Profissional Rural do Senar/MS, da Agricultura de Precisão, disponível no portfólio da instituição, é o de utilização de drones no agro. Os participantes aprendem sobre as legislações e normas de segurança; os tipos de veículos, sensores e suas aplicabilidades; planejamento de voo para mapeamento aéreo, técnicas de pilotagem e processamento de imagens e produtos gerados.

No catálogo capacitações da área de bovinocultura de corte, são mais de 50 cursos na área de gestão, processos, segurança no trabalho, máquinas, manejo e criação, além da Assistência Técnica e Gerencial, dias de campo, vitrines, Circuito Pecuário e o Curso Técnico em Agropecuária, no Centro de Excelência instalado na Embrapa, em Campo Grande. 

Educação no Campo – Produtores rurais e funcionários das propriedades, que queiram obter mais informações sobre o assunto, a recomendação é que procurem pelo sindicato rural do seu município e falem do interesse em participar dos cursos ou eventos. 

 Toda segunda-feira falamos sobre o mercado, e nesta semana, o assunto foi exportação da carne bovina, clique aqui e confira.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul – Ellen Albuquerque